Supremo começa a julgar validade de convenção coletiva que limite direitos trabalhistas não previstos na Constituição