STF: Ceará defende cobrança do Difal de ICMS desde janeiro de 2022