Julgamento leva em conta perspectiva de gênero e condena empresa por desrespeito ao trabalho da mulher