Empresas de telecomunicação são condenadas a indenizar trabalhador pela prática de “pejotização’’